Amamentar emagrece mesmo?

Se você gostou do post, clique em 5 estrelas!

Sim, amamentar emagrece. O nosso corpo consome calorias em função da produção do leite, cerca de 850 por dia e, com isso, é natural que a mulher que esteja amamentando perca, de forma natural, até 2 kg por semana.

 

Como exemplo, podemos citar o caso da atriz Fernanda Pontes que perdeu 10kg em 1 mês.

 

Fernanda Pontes - Amamentar Emagrece

 

A Gabriela, idealizadora do programa Mamãe Sarada e mãe de dois filhos, perdeu 14kg em 60 dias.

 

                                     Gabriela com os filhos - Amamentar emagrece

Voltando um pouco à amamentação, estudos científicos comprovam e explicam como tudo isso funciona dentro do nosso corpo de uma forma mais técnica e com bases científicas.

 

Um estudo relativamente recente, publicado no periódico International Journal of Obesity, conta como os pesquisadores analisaram dados de quase 1 milhão de mulheres com idades entre 50 e 64 e quais as suas conclusões a respeito.

 

A ideia principal é a de que a amamentação está diretamente associada a redução no índice de massa corporal (IMC). A hipótese avaliada, e confirmada, é de que a cada 6 meses de amamentação reduz-se, em média, 1% do IMC da mulher.

 

Uma explicação bem resumida: durante o processo de produção do leite, alguns hormônios são liberados e, com isso, auxiliam o processo de queima calórica. Tanto a ocitocina quanto a prolactina contribuem para a perda de peso e ainda ajudam na prevenção do câncer de mama. Ou seja, amamentar emagrece sim e a ciência já comprovou.

 

Um livro que me recomendaram quando eu pesquisava se amamentar emagrece mesmo foi este aqui (em inglês).

 

Ele é muito bem avaliado na Amazon (4.4 de um total de 5 estrelas) e algumas das avaliações falam que o livro mudou completamente a vida delas. Elas realmente confirmaram que amamentar emagrece.

 

O objetivo do livro é bem claro: orientar e nutrir o corpo da mamãe ao invés de deixá-lo faminto, encorajar a perda de peso natural e ajudar cada pessoa a alcançar o seu peso ideal.

 

Mas muito cuidado. Esse é o momento que todo mundo pára e pensa: Blz. Então tá tranquilo. Agora que seu sei que amamentar emagrece, vou voltar logo ao peso que eu tinha antes da gravidez já no primeiro mês.

 

Não!!! Não é assim que as coisas funcionam ou, pelo menos, não é assim que deveriam funcionar. A amamentação é uma fase importantíssima para o bebê e o emagrecimento da mamãe é consequência.

 

Apesar de afirmarmos que amamentar emagrece, precisamos fazê-lo com cautela e inteligência.

 

A prioridade, nesse momento, é fornecer tudo que o bebê precisa para que ele cresça de forma saudável.

 

Nesse vídeo, a nutricionista Natália Eudes fala um pouco sobre o assunto e responde a pergunta: Amamentar emagrece?

Assim, o ideal é que a mãe siga algumas dicas fundamentais:

 

    • Não se pressione tanto. Você não vai perder todo o peso que deseja nas primeiras semanas. Você não vai passar a usar as mesmas roupas no dia seguinte ao parto. O estresse e a ansiedade influenciam diretamente no processo de perda de peso. Nesse momento, buscar a serenidade e a tranquilidade é fundamental. Você já sabe que amamentar emagrece. Por mais difícil que seja ou pareça, você precisa ter isso em mente e não jogar todo o seu esforço fora. Cabeça erguida e você e seu bebê em primeiro lugar.

 

    • Prepare-se para a guerra. Num primeiro momento, o termo pode ter soado pesado e forte demais para o contexto. Mas não se prenda a isso. O importante é a mensagem. O planejamento e a preparação antes da guerra podem determinar a vitória. Com isso em mente, você também precisa se preparar para essa nova fase. O emagrecimento é consequência de um processo bem pensado. Organize a sua rotina para ter sempre alimentos frescos, de preferência cortados e limpos, para que você tenha menos trabalho na hora de fazer e possa comer com qualidade e rapidez. Nada pior do que sentir fome com um bebê pequeno no colo e imaginar a trabalheira que vai dar para preparar e limpar tudo depois. É nessa hora que você recorre ao primeiro snack que tiver a mão. Ou então escolhe a comida que fique pronta mais rápido e com o menor esforço (miojo, arroz, batata cozida, etc). Para que isso não aconteça, você precisa se antecipar e ter a mão ingredientes prontos e comidas saudáveis para preparar em minutos. Caso contrário, vai ficar mesmo difícil reduzir o peso.

 

    • Coma menos e mais frequente. Esse já é um jargão de qualquer nutricionista, endocrinologista ou mesmo dos títulos de revistas relacionadas a saúde e bem estar da mulher. Portanto, não há muito o que dizer. Coma menos, com mais qualidade e mais vezes ao dia. Quanto mais horas você fica sem comer, mais lento o seu metabolismo fica e, num mecanismo natural de defesa do organismo, a tendência é que ele absorva mais do que você precisa na refeição seguinte ao período de tempo que você o privou de comida. Podemos não gostar, não achar justo mas é assim que nosso corpo funciona. Vamos trabalhar com as armas que temos. Deixe sempre algo saudável por perto e ao menor sinal de fome, alimente-se e beba água (dica fundamental).

 

    • Alimente-se dos chamados super alimentos. Um bom exemplo é o peixe. Ele é cheio de bons nutrientes e leve em termos de caloria. O ômega 3 auxilia na formação do cérebro do seu bebê e cuida com excelência da construção do sistema nervoso. Caso opte por se alimentar de peixe, dê preferência ao salmão, a sardinha e ao atum. O leite e seus derivados também são bem indicados pois, através do cálcio, contribuem na formação dos ossos do seu bebê. Resumindo, é nesse tipo de alimento que você deve focar. Você já entendeu que amamentar emagrece. Agora precisa seguir um plano alimentar, se ainda não o tem. Se você quiser mais detalhes de uma dieta pós parto, escrevi um artigo bem completo. Clique aqui para ler.

 

    • Substitua os alimentos ruins. Com a preocupação normal de cuidar de um bebê pequeno, com a pressão para dar tudo certo e com a diminuição natural das horas de sono, é compreensível a sensação de falta de energia e vontade de compensá-la nos pães e doces. O corpo parece que pede por carboidrato. Mas isso não é real ou pelo menos não é tão forte quanto parece. O que você precisa é de conhecimento e de estratégia. Algumas vezes vai funcionar, outras não. Mas isso não importa tanto, o mais importante é que você tenha consciência e evite os doces, sempre que puder. Para isso, não tem outro jeito. Você precisa ter substitutos a mão que possa pegar sempre que der aquela vontade. Alguns exemplos são: fatias de maçã, mini-cenouras, biscoitos integrais, iogurte sem gordura, etc. Escolha alguns substitutos e os tenha sempre por perto. E não esqueça: Amamentar emagrece mas não faz milagre, certo?

 

    • Como apenas quando tiver fome. Ao mesmo tempo que a natureza nos conduz à perda de peso em função da amamentação, é natural, também, que a mulher sinta mais fome. Então, por isso, fique atenta e se alimente várias vezes ao dia para que seu corpo não fique tantas horas sem “combustível”. Apesar de sabermos que amamentar emagrece, também sabemos que não podemos nos descuidar. Toda atenção é pouca nessa hora. Sinta o seu corpo. Com o tempo você vai passar a conhecê-lo melhor e vai saber quando é fome e quando é ansiedade/compulsão.

 

    • Beba bastante água. Faz bem para o bebê e muito bem para a mamãe. Se você não está acostumada a beber muita água, faça o seguinte: separe uma garrafa de 500ml e a mantenha sempre por perto. Além de facilitar, é uma forma simples e eficiente para você medir o quanto está consumindo por dia. Tente beber, no mínimo, de 3 a 4 garrafinhas.

 

    • Exercite-se junto com o seu bebê. É natural que nessa fase da vida, a mamãe fique mais em casa e sozinha. O ambiente começa a ficar um pouco carregado e é nessas horas que a gente costuma descontar na comida, especialmente nos doces. Faça uma coisa por você e pelo bebê: saia de casa! Seja para uma leve caminhada com o carrinho para pegar um solzinho, para levá-lo para brincar com outras crianças na pracinha ou para visitar a vovó ou a madrinha. Se amamentar emagrece, se exercitar acelera e mantém a perda constante. Então, sempre que puder, faça algum tipo de exercício.

 

    • Tente dormir sempre que puder. O sono é fundamental em qualquer momento da vida mas especialmente durante a fase de amamentação, é primordial. Além de deixar a mamãe descansada e bem disposta, ainda auxilia na perda de peso. Esse é um item que poucas pessoas falam, porque acham impossível dormir bem nessa fase, mas experimente. Se você puder contar com a ajuda de uma avó, babá ou sogra, não pense duas vezes. Enquanto a criança está acordada durante o dia, você dorme e deixa o seu corpo descansando e internalizando a perda de calorias que você tanto precisa. Não deixe esse item de lado. Ele costuma separar quem tem resultados de quem não tem. Lute com todas as suas forças para dormir o máximo que puder. Isso não é sinal de fraqueza, é a inteligência agindo a seu favor. Confie em mim.

 

    • Não se compare com outras mulheres. Uma das primeiras coisas que a gente faz é se comparar com outras mulheres que conhecemos e definirmos nossos objetivos com base nessa comparação. Normalmente, salvo algumas exceções, isso não tem o menor fundamento. Por exemplo, a minha ideia de colocar o caso da Fernanda lá em cima, foi para te encorajar e te fazer acreditar que amamentar emagrece sim. Agora, se você não perder os mesmo 10kg que ela em 1 mês, não vale ficar se culpando ou se diminuindo. Somos crescidas o suficiente para sabermos que cada uma leva a sua vida de uma forma e temos uma natureza corporal totalmente individualizada. Pode ser que você consiga emagrecer mais do que ela, simplesmente porque tinha mais a perder. Pode ser que você não consiga emagrecer 10kg em um 1 mês mas o faça em 1 mês e meio. Você não ficaria feliz do mesmo jeito? Então é isso. Estamos juntas e nunca compare o seu bastidor com o palco de outra pessoa. Só você sabe o que ainda precisa percorrer e só ela sabe o que já passou/ experimentou para chegar onde está. Você já sabe que amamentar emagrece. Foco no objetivo. Combinado?

 

    • Mantenha-se firme. Cada pessoa tem seu próprio ritmo metabólico e não é porque as coisas não estão caminhando como você gostaria que isso é motivo para você desistir. A força você tira da fé e de leituras que te coloquem pra cima. Converse com outras mulheres, peça conselhos, se dê um dia para colocar as ideias em ordem mas não desista! O emagrecimento é consequência de pequenas tarefas bem feitas ao longo do tempo. Se demorar um pouco mais, não tem problema. O importante é você entrar naquela calça jeans de novo. É essa sensação que você tem que ter como foco. Nada mais. Nada além. Se precisar de um apoio extra, me manda uma mensagem.

 

Você sabe até onde pode ir e o quanto aguenta. O mais importante nesse momento é manter a força de vontade. Uma recaída aqui outra ali não vão determinar o fracasso da sua dieta. O objetivo é você se manter ativa e levantar a cabeça.

 

Se você achar que já está na hora de iniciar um programa de exercícios de forma mais séria, dê uma olhada sem compromisso na proposta do programa Mamãe Sarada.

 

É um programa específico para mulheres com pouco tempo e que precisam de algo que dê resultado.

 

O melhor de fazer esse programa é que você não precisa sair de casa nem comprar pesos ou aparelhos. Isso pra mim não tem preço.

 

Várias alunas do projeto estão satisfeitíssimas com o resultado que já conquistaram.

 

Algumas até já disseram ter recebido altos elogios dos maridões e da família, e o mais importante, estão com a confiança e a auto-estima nas alturas para cuidar bem dos seus bebês e encarar a rotina pesada que toda mãe que trabalha fora tem.

 

Enfim, assista o vídeo sem compromisso e veja se ele combina com você e encaixa na sua rotina.

 

Algumas fontes adicionais para o tema amamentar emagrece (em inglês, infelizmente):

 

8 Tips for Losing Weight After Pregnancy

 

Can Breast-Feeding Help You Lose Baby Weight?

 

Can I diet while breastfeeding?

 

Feed the Baby, Starve Mom?

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *